Exército se coloca a disposição de Maceió para ajudar com bairros atingidos por rachaduras

Comandante do 59° BIMtz convidou coordenador do GGI dos Bairros para reunião no Batalhão.


Por: Assessoria Secom Maceió


Ocomandante do 59º Batalhão de Infantaria Motorizada (BIMtz), tenente coronel Rodrigo Almeida Paim, colocou o aparato do Exército Brasileiro (EB) em Alagoas a disposição do município de Maceió para auxiliar nas questões referente aos bairros atingidos pela movimentação do solo causados pela mineração de sal-gema durante uma reunião, a convite dos militares, ocorrida na manhã desta segunda-feira (11).

Reunião aconteceu no 59º BI Mtz, em Maceió. FOTO: Instagram 59º BI Mtz


Na oportunidade, o comandante apresentou ao coordenador do Gabinete de Gestão Integrada para a Adoção de Medidas de Enfrentamento aos Impactos do Afundamento dos Bairros (GGI dos Bairros), Ronnie Mota, parte das ações desempenhadas pelo 59º BIMtz e demonstrou como os militares estão acompanhando e atuando o caso dos bairros em Maceió.


Dos quase 800 militares lotados na corporação, cerca de 300 já participaram de um simulado de evacuação da área. “Nós temos um contingente que já participou da Operação Maceió e da Operação Alagoas, mas estamos prontos para futuras simulações, envolvendo todo o Batalhão, para que possamos ser a ‘mão amiga’ junto a população e ao município de Maceió”, disse o comandante.


Para o coordenador do GGI dos Bairros, Ronnie Mota, a reunião foi bastante produtiva, uma vez que o EB tem a expertise de grandes ações humanitárias, já amplamente demonstradas nacionalmente e internacionalmente.


“Essa parceria com o Exército tem que ser intensificada para garantir apoio ao maceioense, em especial a essa parcela da população atingida por essa tragédia. Na próxima sexta-feira (15) nós deveremos fazer uma visita para que possamos apresentar as áreas dos bairros do Pinheiro, Bom Parto, Bebedouro, Mutange e Farol ao comando do Exército em Maceió, e definir junto a Defesa Civil Municipal quais serão nossas próximas ações”, pontuou.